Amai-vos

Eu queria entender.. Por que tanta complicação? Amai-vos. Apenas um verbo, um imperativo que transforma tudo. Um verbo que se faz carne. Uma terra que se faz nova. Um reino que se estabelece. Mas aconteceu que o mandamento aparentemente mais simples se tornou o mais complicado. Amai a Deus acima de todas as coisas. Amai ao teu próximo. Amai a si mesmo. Essa breve explicação mostra a profunda conexão que existe entre esses três pontos. Amar a Deus é a amar ao próximo, amar ao próximo é amar a si mesmo. Amar a Deus é conectar nossa humanidade com a divindade, amar ao próximo é encontrar a divindade no outro.

Criança palestina de uma comunidade beduína próxima à Jerusalém. Sua escola está com ordem de demolição expedida pelo exército israelense.

É.. aquele pobre homem de Nazaré que pouco tinha e tudo partilhava nos ensinou uma bela lição, tão simples mas tão complexa: viver o amor.  Mas não é fácil, muitas vezes não amamos as nós mesmos por que não enxergamos a beleza da vida dada por Deus em nós. Muitas vezes não amamos ao próximos por nos enxergarmos tão superiores que não vemos que a mesma faísca do criador que há em nós está no próximo. Muitas vezes não amamos a Deus por que nos fazemos nossos próprios “deuses”, numa visão extremamente deturpada do divino, queremos nos fazer opressores dos outros. Guerras, conflitos, teologias, comportamentos, tudo tem sido motivo para desunião.. nisso perdemos. A nossa casa comum vai desmoronando e esquecemos da promessa do divino, de que onde houvessem dois ou três.. ali ele se faria presente.

Abud na Figueira que floresceu

Ele se faz presente na diversidade dos olhares que se encontram, nas esperanças que convergem pela justa paz, na alegria das crianças brincando, no compromisso de opostos se respeitarem. Ele se faz presente no Amor, na comunhão perfeita do Divino e do Humano.

O olhar de quem sabe Amar.

I work for the Conselho Latino Americano de Igrejas – Brasil  as an Ecumenical Accompanier serving on the World Council of Churches’ Ecumenical Accompaniment Programme in Palestine and Israel (EAPPI). The views contained herein are personal to me and do not necessarily reflect those of my employer CLAI or the WCC. If you would like to publish the information contained here (including posting on a website), or distribute it further, please first contact the EAPPI Communications Officer (communications@eappi.org) for permission. Thank you.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Amai-vos

  1. natzen18 disse:

    Olá Alexandre, não te conheço, mas achei muito interessante seu blog e, particularmente, esse texto! Obrigada por compartilhar 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s